19 dezembro 2008

Icewine, eiswein, vinho de gelo


Os autênticos icewine, protegidos pela UE, procedem de uvas congeladas na cepa, originárias de uma mesma região às quais não se pode juntar nenhum aditivo, nem antes nem depois da prensagem.
As uvas nunca podem ser congeladas de maneira artificial A temperatura mínima para a vindima (entre Dezembro e Janeiro) é de menos 8º, podendo chegar aos menos 15 º. Porque só assim se dá a cristalização da água e o consequente elevado grau de acidez, a grande concentração de açúcar e a libertação das substâncias aromáticas. Essas puras gotas de sumo congelado fermentam muito lentamente, durante meses, nas tradicionais cubas de madeira.
Os icewine são fruto do capricho meteorológico, da natureza e do esforço humano.
O viticultor deve manter as uvas sãs, sem botrytis (fungo), que os diferencia doutros vinhos doces. Por isso costuma proteger-se os cachos com plástico, quando chega o gelo.
Alemanha e Áustria elaboram os mais delicados e enigmáticos eiswein com a versátil uva riesling.
Adegas como a Schloss Johannisberg, Robert Weil, Georg Breuer ou Kracher são históricas. Mas os maiores produtores são já o Canadá, sobretudo em Ontário (com mais de 50 adegas) e a Colômbia Britânica. Os EUA, sobretudo as marcas Pellitteri e Inniskillin, nas cercanias das cataratas de Niagára, produzem um espumoso icewine. Usam as castas vidal, pinot branco e cinzento, chardonnay, sémillon e até as tintas cabernet franc ou merlot.
A República Checa também aposta nos icewine. A adega Reva Rakvice produz um vinho de gelo a partir da casta andré, híbrido do cabernet franc e do saint laurent.
Em Espanha, a bodega Vidal Soblechero (Rueda) elaborou, no ano passado, o primeiro icewine com uvas de verdelho.
Os icewine envelhecem muito bem em garrafa (de cinco a oito anos), possuem graduação baixa e elevada acidez, uma delicada doçura e aromas complexos. O preço é um senão a ter em conta, pois uma garrafa pode oscilar entre os 30 a 200 euros.
Fonte: El País

2 comentários:

Cristiane disse...

Boa noite!

"Alemanha e Áustria elaboram os mais delicados e enigmáticos eiswein com a versátil uva riesling".

Li recentemente sobre o Eiswein (o vinho do gelo) e fiquei curiosa em experimentá-lo. Entretanto, procurei algumas adegas aqui em Belo Horizonte e não tinham este tipo de vinho. Você tem indicação de nomes de vinhos eiswein?

Abraços,

leti disse...

Sabia que a Hungria também está produzindo eiswein?

Degustei um muito bom.