04 março 2009

O asteróide DD45


O asteróide DD45, com 30 a 40 metros de diâmetro, passou na segunda-feira a 60 mil quilómetros do sueste do Pacífico, sete vezes mais perto do que a Lua. Uma surpresa para os astrónomos, que não esperavam que passasse tão perto do nosso planeta, referem os média australianos.

O mais recente objecto que se tinha avistado passar tão perto da Terra foi o 2004 FU162, um asteróide de seis metros que passou a mais de 6 mil quilómetros no nosso planeta, em Março de 2004.Nos tempos recentes apenas um asteróide de dimensões semelhantes ao 2009 DD45 colidiu com a Terra. Há cem anos, a 30 de Julho de 1908, o Tunguska atingiu a terra na zona da Sibéria libertando força equivalente a 85 bombas como a de Hiroshima e derrubando 80 milhões de árvores.

2 comentários:

Jorge disse...

Oh burro, Tunguska era o nome do sítio na Sibéria! Há gente parva...

pisca de gente disse...

Caro Jorge,

talvez não tenha reparado que o texto é uma cópia de http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1367524&idCanal=13, o que não impede a asneira nossa: Tunguska é um lugar onde ocorreu a queda de algo que ainda não se sabe ao certo o que foi.
Pela chamada de atenção, zurramos o nosso obrigado.