05 junho 2009

Três hurras por Pedro Costa


É um cineasta de eleição e capaz de dizer coisas tão certeiras como estas: considera que Portugal está em risco de se tornar uma "revista cor-de-rosa gigantesca", deparando-se com problemas sociais graves, falta de mobilização cívica e com uma classe "burguesa" que é "obscena na sua ostentação".
"Há um problema social qualquer e em qualquer capital europeia mobilizam-se centenas de milhares de pessoas e temos uma reacção cívica. Em Portugal aconteceu o 25 de Abril e nem se sabe bem como".
"Portugal sempre foi muito débil em muitos aspectos. Mas era um país pequeno que guardaria a sua elegância, que tinha alguma elegância. Um país suave, temperado e agradável de se viver".
"A pouco e pouco está a tornar-se muito desagradável viver em Portugal perante o espectáculo ultra-degradante nos media, nas televisões, na rua. Entre uma classe burguesa totalmente inculta e obscena na sua ostentação, no seu disparate".

1 comentário:

Victor Afonso disse...

Grande cineasta, grande comentário.