09 fevereiro 2009

O prazer adverte que o uso prolongado da ciência causa impotência


A maior parte dos estudos que são notícia cheiram sempre tanto a sacristia. É como se só o que dá prazer fosse causa de infortúnios. O trabalho, a falta de dinheiro, o ter de aturar gente idiota, o excesso de ruído (em centros comerciais, em lojas, em supermercados, na rua), nada disso parece ter importância. Já o álcool e a marijuana fazem muito mal.
As pessoas não se suicidam porque estavam mal e fartas de estar mal, não. Suicidam-se porque bebem muito. O beber muito não é um sintoma, claro. O beber é que se deve evitar.
Beber e fumar também fazem muito mal aos testículos, porque... os estudiosos decidiram que sim.
Ainda se lembram de há uns tempos ter vindo à baila o quanto os cientistas publicam estudos feitos por empresas farmacêuticas como se se tratasse de trabalhos pessoais?
Estes estudos tem algo de comum com a caça às bruxas, só muito tempo depois é que alguém começa a perguntar se não se terão enganado nas causas.

1 comentário:

e-drogas disse...

Infelizmente nem sempre os jornalistas lêem os artigos científicos antes de escrever as notícias, por isso sabem estes DISPARATES...
Vejam o que diz realmente este estudo em: http://e-drogas.blogspot.com/2009/02/o-consumo-de-marijuana-e-o-cancro-dos.html