17 novembro 2009

Dos prémios literários


Ninguém pergunta a um gestor ou a um empresário o que vai fazer com o que ganha. No entanto, não há jornalista que não caia no chavão quando se trata de um escritor ou de um poeta.
José Emilio Pacheco, que ganhou o prémio Reina Sofía de Poesía Iberoamericana, entrevistado por Antonio Astorga, do ABC, responde à pergunta:
«A esta edad, el galardón tengo que emplearlo en gastos médicos. Si me hubiera pillado con treinta años me lo habría gastado en Ibiza».
Há poetas assim, que brilham onde outros claudicam.

1 comentário:

geocrusoe disse...

brilhante e inteligente resposta